Felicidade Constante

fevereiro 3, 2011

 

Balsa e pensamentos.

 

 

Vi essa lista no Blog da Riguardare, que descobri recentemente e achei muito interessante. Gostei tanto das idéias apresentadas nela  que resolvi dividi-las aqui com meus queridos leitores. Resumindo, é uma lista feita por 4 amigos enquanto conversavam a respeito da “construção da felicidade” em uma mesa de bar (mas poderia ter sido formulada em qualquer outro lugar propício a conversas bem profundas), e chegaram a uma conclusão muito interessante, na qual também acredito: “fica mais fácil mantermos o foco na construção da felicidade quando a sentimos de forma constante – ainda que não muito intensa“.

E pensando nas maneiras de sentir essas pequenas ou grandes felicidades no decorrer dos dias, chegaram a essa relação de atitudes que têm o poder de desencadear a sensação desejada na maior parte das pessoas. Já estamos no segundo mês de 2011 e se você não fez nenhuma lista de mudanças para esse ano que chegou, fica aí a dica. Se bem que sempre é tempo de começar a ser feliz!

Espero que gostem assim como eu gostei. E que tentem pratica-las também, assim como venho tentando.

Abraço amarelo.

001) Desafie a você mesmo com algo que jamais tenha feito;
002) Diga para alguém que você a ama;
002) Saia de casa para conhecer um lugar novo;
003) Separe um tempo para conversar com pessoas inspiradoras;
004) Busque cheiros que te agradem – e os memorize;
005) Entenda que tudo tem um fim – olhe ao seu redor e identifique os ciclos encerrados;
006) Medite
007) Perceba as coisas engraçadas e não segure o riso;
008) Deixe, deliberadamente, de comprar algo e guarde o dinheiro na poupança;
009) Converse com alguém que, normalmente, você não conversaria;
010) Demonstre gratidão;
011) Brinque longamente com uma criança;
012) Limpe a sua própria casa, um pouco a cada dia;
013) Vista a sua roupa favorita;
014) Coloque algumas flores na sua casa, num local bem evidente;
015) Faça algo que te lembre a sua infâcia;
016) Passe um dia inteiro apenas com você;
017) Faça um pique-nique com uma pessoa especial;
018) Faça algo que vinha adiando;
019) Perdoe alguém – principalmente você mesmo;
020) Passe 24 horas desconectado de todas as mídias;
021) Descubra sensações táteis que lhe sejam agradáveis – toque em várias texturas e as grave no cérebro;
022) Presenteie alguém sem que exista um motico para isso;
023) Siga sua paixão;
024) Cerque-se de pessoas positivas – sejam elas reais ou virtuais;
025) Passe algum tempo com um bom amigo;
026) Deixa de lado as lembranças negativas;
027) Confie no seu instinto;
028) Dê uma festa;
029) No mesmo dia, observe o nascer e o pôr do sol;
030) Olhe longamente para algo que te traga felidade;
031) Faça algo que sempre desejou, mas nunca experimentou;032_
032) Estabeleça um novo hábito – um bom hábito;
033) Faça uma boa ação para um conhecido e para um desconhecido, no mesmo dia;
034) Releia um livro que você gostou;
035) Prepare um milk-shake;
036) Escreva ou adote um mantra (do sânscrito Man mente e Tra alavanca);
037) Mude sua rotina;
038) Revisite fotografias antigas;
039) Faça novas fotografias e guarde-as bem;
040) Alongue o seu corpo;
041) Desafie o seu cérebro – experimente palavras cruzadas ou sudoku;
042) Conte para alguém os seus sonhos;
043) Transmita os seus conhecimentos para alguém que você conheça bem;
044) Agradeça ao seu Deus pela sua Vida;
045) Persevere: tente mais uma vez aquilo que você deseja;
046) Faça um passeio de bicicleta;
047) Pegue o telefone e ligue para alguém com quem você não fala há muito tempo;
048) Estabeleça uma meta;
049) Alimente patos no parque público;
050) Pense nas suas conquistas do passado;
051) Entre em contato com a natureza;
052) Evite pessoas pessimistas;
053) Desenvolva uma nova habilidade, aprenda algo diferente;
054) Escolha ser feliz todos os dias, logo que acordar.

Anúncios

Uma praça escura

janeiro 20, 2011

Todos os anos, aqui na minha Belo Horizonte, uma das atrações do final de ano é a iluminação especial de natal que é colocada na bonita “Praça da Liberdade”. O dia da inauguração das luzes é muito esperado e comemorado pelas pessoas que gostam de sentir de perto o espírito natalino e o estado coletivo de alegria e tranquilidade que esse ambiente proporciona.

Esse ano, pela correria usual desse período, admito que só cheguei a ver as luzes de passagem, no dia 24, quando me deslocava de carro para a casa do meu primo, onde minha família passou a noite de natal.

Alguns dias depois, no começo de janeiro, minha mãe perguntou se eu não gostaria de dar uma carona para minha vó até a praça, pois ela estava com vontade de ver as luzes e apesar de morar muito próximo à praça, uma dor em suas pernas dificultava a sua locomoção até lá. Achei uma ótima idéia, já que poderia fazer uma boa ação e ao mesmo tempo curtir um pouco desse clima, que adoro, junto à minha família e claro, com minha câmera em mãos!

Bom, o que aconteceu é que escolhemos exatamente o dia 6 de janeiro, quando comemora-se o dia de Reis, que na tradição cristã foi o dia em que os três reis magos levaram presentes a Jesus Cristo e que também é o dia tradicional para a retirada dos enfeites das árvores e as luzes do natal. E quando chegamos na praça, já perto das 22h, não havia mais nenhuma luzinha acesa.

A primeira sensação foi de decepção e uma ponta de tristeza. Por que não esperaram ao menos passar da meia noite??? Uma outra sensação , foi a estranheza. Nunca tinha me atentado para o quão escura era a iluminação padrão daquela praça. Acho que na última reforma, optaram por manter apenas os postes da planta original, trocando as lamparinas pelas lâmpadas mais modernas. As fotos ficaram bem mais claras do que a realidade, pois com o ISO em 3500 ou 4000 fica fácil buscar qualquer incidência de luz nos motivos retratados.

E a última e mais formidável sensação foi a surpresa! Ao descer do carro, foi possível constatar que a praça estava bem cheia! Cheia de crianças, cheia de sons, cheia de ambulantes, cheia de alegria e cheia do ainda remanescente espírito natalino! Parecia que não havíamos sido os únicos a nos enganar com relação as luzes!

Saí de lá com uma certeza! A certeza de que praça nenhuma precisa de luzes para nos alegrar e encantar. Uma praça precisa apenas das pessoas que as iluminam.

 

Os Reis que apagaram as luzes!

Esse aí não perde a majestade nem no escuro.

Micos para todos os gostos.

Pipoca a meia-luz.

O menino e o homem-C3po.

Fui atrás do cheiro da Bahia. Acarajé de Natal.

Só faltaram as luzinhas...

"Me fotografando nesse escuro?"

Tchau, tchau, Nicolau!

Coretos.

Seresta de Reis.

Ouvindo e sorrindo. Mesmo que sem foco.

Banda de bons velhinho.

Caprichando no acorde.

Final do turno da noite.

E pra terminar, flores amarelas.

 

Viajando para a Bahia que tanto me alegra.

Volto com novidades em fevereiro.

Abraço amarelo.

 

 

O tempo é mesmo implacável!

Invariavelmente, ele continuará passando por cima de nós! A confirmação disso é que estamos chegando a mais um final de ano! Provavelmente você já escutou por aí as pessoas verbalizando o quão rápido 2010 se foi ou como outro dia mesmo estávamos curtindo o inverno de junho passado. Mas a realidade é essa mesmo… os dias se vão assim como outros hão de chegar.

Mas isso é ótimo, não é!? Para mim, o pensamento correto seria: “Lá se foi mais um ano onde pude tentar ser uma pessoa melhor!”. Melhor comigo mesmo. Melhor com as pessoas que amo. Melhor (e principalmente) com as pessoas que nem mesmo conheço. Melhor com o meu mundo e melhor com o mundo dos outros.

Claro que nem sempre teremos êxito nessas tentativas. Os erros estão aí para serem absorvidos da mesma maneira que os acertos. E mesmo que você tenha tentado pouco, é sempre uma boa hora para começar a se esforçar mais!

Particularmente, 2010 foi um grande ano para mim! Com muito mais (mas muito mesmo) bons momentos do que momentos ruins. E vários deles, pude dividir aqui com vocês através de minhas fotos e meus relatos. Mas andei escorregando ou enfraquecendo a vigília em algumas áreas importantes para o equilíbrio ideal em nossas vidas. Áreas que precisam estar em harmonia uma vez que sempre se influenciam mutuamente. Esse é um pensamento simples, mas às vezes, muito difícil de ser inteiramente compreendido ou colocado em prática.

Por exemplo, você já parou para pensar que, às vezes, aquele tão esperado crescimento na vida profissional que, por mais que você se esforce, não acontece, pode estar diretamente ligado ao seu descuido com a sua relação familiar? Ou no seu descuido com sua saúde? Afinal, quem consegue produzir sem energia e bem estar? Ou já pensou na possibilidade do seu equilíbrio na área das finanças estar associado à sua estabilidade espiritual? Qual a parcela de seus ganhos pessoais, não só financeiros, você ofereceu em doações ou ações em prol de quem precisa de sua ajuda?

Um passarinho me contou que 2011 será um ano importantíssimo para a humanidade. Energeticamente falando, será um período de grandes definições. Um ano para a construção de alicerces mais estáveis para o futuro de cada um. Ou seja, se você tem algum plano especial, ou sente que precisa tomar alguma importante decisão, direcione seus esforços para esse ano que se aproxima!

Sinto que, pessoalmente, 2011 será um grande ano! Agradeço (e muito!) a todos e a tudo, pelos dias tranquilos, as alegrias e as conquistas que tive durante esses últimos 12 meses e espero, de coração, que todos vocês tenham muita coisa boa para poder agradecer na virada de 2012!

Um forte abraço amarelo! Muita paz, muita luz e um feliz natal!!!

Deixo agora pra vocês, algumas fotos de trabalhos, pessoas e momentos que marcaram o meu 2010. Claro que não está tudo aí, pois são muitos os momentos marcantes que temos em um ano de vida. Mas tentei fazer um apanhado geral de alguns registros mais significativos e representativos.

Começando o ano com uma importante (re)conquista!

Meu pequeno sobrinho Théo, no dia de seu aniversário de 2 anos, representando a importância de toda uma grande família!

Meu grande amigo Thiaguinho se casando com a Carol. Duas lindas filhinhas depois.

O batismo da pequena Letícia, afilhada de meu amigo Ronan.

Os já tradicionais dias de confraternização, descanso e diversão na fazenda do Tio Reinaldo, em Campo Limpo de Goiás, que renderam um dos mais emocionantes post do ano!

O casamento de Flávia e Cristiano, em mais uma parceria profissional com meu amigo Thiago Soraggi.

Alguns dos meu grandes amigos na comemoração dos meus 31 anos representando a importância de cuidar bem dessas amizades.

Queridos Manu e Daniel e um belo e animado casamento!

O casamento dos meu amigos Marina e Titi e a importância da harmonia nos nossos corações.

Minha primeira visita ao velho mundo, representando a importância de viajar e de poder e querer ser um turista. E dos bem rodados, de preferência!

Minhas queridas Vovó e Mamãe e a importância do carinho e da união familiar. De novo!

Maria Clara, sobrinha do meu amigo Hudson, comemorando seu primeiro ano de vida. Outra grande família!

O batizado de Pedrinho, sobrinho do meu amigo Daniel. E adivinha? outra grande família! rs!

Meus pais, e minha tia, na celebração do aniversário dele e a importância de ainda poder desfrutar e participar desses momentos.

Eu no Wedding Brasil 2010 entre os grandes fotógrafos David Jay e meu amigo Vinícius Matos. A importância da busca por novos conhecimentos e o aperfeiçoamento profissional.

Formatura da minha Nana. A coroação de muita dedicação, esforço e competência. Meu orgulho, meu exemplo.

Árvore do amor, Natal, RN. Viagem comemorativa de formatura. A alegria e o prazer de poder conhecer novos lugares junto da mesma e a melhor companhia.

Gra e Mathias. Bela família, bela festa com grandes amigos. Representando o agradecimento a todas as noivas pela confiança em meu trabalho.

Triangulinha. Minha divertida estréia na fotografia de palco. Representando a busca por novos desafios.

Cobertura fotográfica do Prêmio Semeando de 2010. Representando a continuidade, a confiança e o retorno da dedicação e da qualidade de um trabalho feito com paixão e muito empenho.

Sessão externa com os queridos Isabela e Tiago. Ano que vem estarei fotografando o casamento deles! Representando os trabalhos que estão por vir e a vontade de melhorar e crescer em cada um deles.

Saindo do forno, uma amostra de um trabalho ainda inédito mesmo para os noivos. Casamento de Denise e Paulo no Topo do Mundo.

E por último mas não menos importante, agradeço a Deus por esse tão belo mundo e toda a liberdade e a responsabilidade que temos para dele desfrutarmos.

Nos vemos em 2011 amigos amarelos!!!

Bons ventos me levam

setembro 22, 2010

Na linguagem náutica, a calmaria é uma zona com pouco ou nenhum vento, ou seja, a embarcação que se encontra nesse mar de azeite é obrigada a se deixar levar pelas correntes… não se pode manobrar e o jeito é relaxar e aproveitar o paraíso do descanso que se encontra ao seu redor.

Porém, existem momentos em nossa vida onde calmaria demais não leva a lugar algum. Principalmente quando os braços já se encontram cansados de remar contra a maré. E são nesses momentos que ficamos rezando e torcendo para que, ao menos, uma tímida brisa nos toque. Por menor que seja! Qualquer movimento do ar serve como um sopro de esperança para que possamos voltar nosso barco para a direção que traçamos e possamos seguir viagem sabendo que logo, logo, mais cedo ou mais tarde, os deuses vão olhar para nossa pequena e frágil nau e ordenar que um vento mais intenso nos embale e nos leve, novamente, rumo ao nosso destino.

Nessa hora, não é difícil pensar que numa viagem tão longa quanto essa, possa surgir a, qualquer momento no horizonte, uma grande nuvem escura e carregada. E será preciso encarar o fato de que, logo, os ventos mudarão novamente, mas dessa vez serão o presságio de uma turbulenta e iminente tempestade.

Mas todo bom marinheiro sabe que depois da tempestade, vem sempre a calmaria…

Bons ventos me levaram para o Rio Grande do Norte. Lá onde o Brasil faz a curva. E nessa temporada foi registrada a maior incidência de ventos dos últimos anos.

Formas e linhas depois do maior cajueiro do mundo.

O suco da bendita fruta.

Vela de Genipabu.

Conduzindo a balsa.

DEUS TE GUI.

Asfalto sobre as dunas.

Lá, é chamado de camaleão. Para a maioria é uma iguana mesmo.

Na Árvore do Amor.

...

Velho cais.

Compondo.

Sobre as largas paredes do forte.

A tranquilidade da noite de São Miguel do Gostoso.

Tapioca Marguerita.

Praia da areia que pinica a canela.

Pés feios, concha bonita.

Recanto de Tourinhos.

Seguindo o pôr do sol.

Um dos motivos que vale a visita.

Ela e o buggy.

Ela o buggy e a casinha do pescador. Fora a jangada.

Estampa solar.

Listrados.

O maior do Brasil. Farol do Calcanhar.

Um farol, vários pontos de vista.

CONTINUA…

Da lama ao caos.

abril 5, 2010

Uma semana santa molhada...

Amanhã começa o Wedding Brasil 2010. Estou aqui em Sampa, cidade diversidade, aguardando o momento da primeira palestra. Antes de chegar nessa capital tão movimentada, passei alguns dias de descanso no meio de Goiás, passeio que já venho fazendo há 4 anos, durante as 0s feriados da semana santa. O choque é inevitável! Saio de uma fazenda, onde acordava ao sons de bois e cavalos e nem celular pegava e no dia seguinte dormo em um dos bairros mais agitados do país!!! Mas a verdade, é que ter acesso a essas duas distintas realidades é um previlégio. E conseguir se adaptar a elas, uma benção!

Logo trarei para o clube, mais algumas provas visuais dessa adaptação.

Até breve!

Essa eu vi no blog do Vinicius Matos e tive que postar aqui também.

Claro que uma boa objetiva ajuda, mas tem gente que acha que o equipamento é tudo, ou faz tudo sozinho…

...

2010 começando!

janeiro 20, 2010

O que ficou...

Pronto! Mais um ano se foi e já tivemos tempo suficiente para acostumar com a idéia. Cada um tem o seu ritmo e bem sei que para os brasileiros, de uma forma geral, janeiro é um mês de planejamento, de colocar a casa em ordem, de pensar mais do que agir e de se preparar internamente para mais um ano inteirinho que vem pela frente!

Não estou aqui para discutir se o melhor é ter essa pausa, esse respiro, ou se esse comportamento, no fundo, é apenas um péssimo costume de pessoas excessivamente tranquilas. Mas assumo que para mim, voltar ao mesmo pique que termino um ano, exige certo esforço. Não que eu tenha diminuído meu amor pela fotografia, ou que já não tenha o mesmo prazer em dividir um pouco desse meu jeito de ver o mundo com vocês, mas acontece que sou do tipo de menor voltagem.

Continuo fotografando e continuo estudando maneiras de evoluir nessa profissão. Estou voltando hoje a postar novidades por aqui e me comprometo a trazer sempre alguma novidade! Mesmo que essa, seja uma novidade antiga. De 2009, por exemplo.

É isso aí! Bola pra frente! E chuta forte!

Abraços de ano novo,

F.Temponi.